26/02/2016

Qual a diferença entre realidade aumentada e realidade virtual?

Já falamos aqui no blog que a realidade virtual (RV) é a grande sacada das novas tecnologias. E não é pra menos, a interação que a RV proporciona é uma experiência única para seus usuários. Mas existe diferença entre realidade virtual e realidade aumentada (RA)? Já adiantamos que sim, RV e RA são duas coisas distintas, e hoje vamos te ensinar as diferenças entre as duas. 

Realidade aumentada 

 

A realidade aumentada atua como uma ponte entre o mundo físico e digital, adicionando elementos virtuais ao mundo ao redor. Aplicativos ou dispositivos que acionam áudios, imagens e novos elementos ao ambiente real são alguns exemplos da tecnologia em RA. A interação entre o usuário da RA e o ambiente real enriquece a realidade palpável, trazendo uma nova experiência ao local. 

O Google Glass, por exemplo, é um dispositivo queridinho por qualquer entusiasta da RA. O óculos projeta uma pequena tela acima do campo de visão, apresentando ao usuário vários serviços do Google, como GPS, música e previsão do tempo. Também dá pra fazer ligações de vídeo, tirar fotos e compartilhar conteúdos na internet. 

 

Aqui na OZ nós produzimos cartões de visita que, diante de uma câmera de smartphone, pode mostrar informações em vídeo e animações na tela do celular ou tablet. Também dá pra fazer isso com álbuns de fotos e outros produtos. Tudo isso utilizando a tecnologia de realidade aumentada. 

 

Realidade virtual 

 

Ao contrário da realidade aumentada, na realidade virtual nós saímos do ambiente real e mergulhamos em um local 100% virtual. A RV é muito utilizada em jogos ou filmes, como uma ferramenta que proporciona ao usuário interagir com a cena que está vendo. 

 

Essa tecnologia permite uma imersão total no ambiente e a interação geralmente é feita através de óculos digitais. Um bom exemplo de RV é o Project Morpheus - desenvolvido pela Sony para ser usado no PlayStation 4. 

 

Vídeo de demonstração do Morpheus: 

 

Essas diversas realidades ilustram um novo cenário, em que a tecnologia funde os mundos online e offline. Isso sem contar que vários mercados se beneficiam das experiências, tanto em RA, como RV. Vamos esperar as cenas dos próximos capítulos desta revolução na interação entre homem e tecnologia.



 Mais publicações