29/01/2015

Taxa de quadros: um detalhe técnico que faz toda a diferença!

Todo mundo sabe que filmes são feitos de várias imagens sobrepostas que “piscam” na tela. A taxa de quadros é justamente a velocidade deste “piscar” que faz com que você veja a imagem mais fluida ou consiga perceber o “truque” da animação.

 

Quantidade de frames:

Quanto mais frames por segundo, menos nosso olho percebe a troca destas imagens. De fato, a partir de 12 imagens estáticas por segundo, nosso cérebro começa já a ver movimento. Para um filme de 25 fps (frames per second ou quadros por segundo), por exemplo, cada quadro aparece na tela por apenas 40 milissegundos, o que é muito rápido para nossa visão.

 

Exemplo:

Veja este GIF que exemplifica perfeitamente a diferença entre as taxas de quadros:



A inovação em 48fps:

 

Em 50fps, o movimento é claro e não percebemos a troca de quadros. Por isso, alguns diretores de cinema tem feito experimentações e aumentado a taxa de quadros de seus filmes para taxas mais altas, como a de 48fps, que foi a taxa usada em O Hobbit e será usada no novo Avatar. É o dobro do usado na maioria dos filmes que conhecemos.

 

Para quem ainda não viu nada em 48fps, assista ao trailer de O Hobbit e nos diga se viu diferenças e quais foram elas.

 



 Mais publicações